quarta-feira, agosto 31, 2005

Se eu fosse de beber...

Tomaria um porre hoje. Mas deixa pra lá, não vale mesmo a pena... tem coisa mais degradante do que mulher de porre? Tem. Mulher com a boca enfiada num Cheeseburger gigante carregado de katchup e maionese que escorre até pelos cantos da boca... um horror! Eu escapei do porre e do sanduiche. É, já posso dizer que sobrevivi com dignidade ao dia de hoje.
Tava olhando a novela. Cruz credo. Nem acredito que dei bola pra novela mas do futebol eu me salvo! Vou cair na cama bem à tempo de perder o futebol e não vou ceder ao giro nos canais à cabo e muito menos à bobajada da Lucianta na Rede Tv. Esta noite, vou pegar um livro... ainda não sei qual mas vou pegar!
Meu creme Dove firmador acabou. Vou passar dois dias sem. Mas dia 2 a verba aparece e minha prateleira de cosméticos voltará ao normal. Esse creme tem um cheirinho tão boooommm que até me acalma!
Ainda raciocinando sobre meu orçamento e como achar dinheiro pra investir na melhoria da minha silhueta lembrei de Vinícius:
"... A felicidade do pobre parece
A grande ilusão do carnaval
A gente trabalha o ano inteiro
Por um momento de sonho
Pra fazer a fantasia
De rei ou de pirata ou jardineira
Pra tudo se acabar na quarta-feira ..."

Grrrrr...

Por causa dessa história - que teve início no século passado ! - já chorei, já tive dor no estômago, dor de barriga, dor no peito, dor nos pés, já roí as unhas, perdi a fome e emagreci horrores, fiquei feia e fiquei linda, já rolei sem sono na cama uma noite inteira e já fiquei muito bem acordada; já dormi o melhor dos sonos, já passei um ano novo on-line ao som do coro "louca, larga isso! Vem pegar teu copo, vem fazer teu prato, vem dançar. É meia noite, etc", já me endividei - até espiritualmente devo ter aumentado meu débito.

Hoje, tive uma pirepaque daqueles. Dor de barriga, dor no estômago, suor frio, tontura, tremor e raiva, muita raivaaaaaaaaaaaa... resumindo: uma tardia e inútil crise de ciúme. Vi as fotos das férias dele com a loira nariguda. De dar inveja. Lugares lindissímos, hotéis carérrimos, o mar que corre nas minhas veias - o Mediterraneo - no horizonte e eleeeee lá com ela.
Tenho minhas fontes. Não sou masoquista mas quando soube que havia a possibilidade de ver as fotos, eu quis. Preferi ver a ficar imaginando como foi. Os dois tão com cara de não sei o quê. Do sorriso dele nem sinal e ela como sempre com um corpão. Tem um corpo lindo mas rosto estranho, narigão e boca fina. Ela também não sorriu. Muito elegante, roupas de grife, visual chique despojado. Tem dinheiro e malha, se cuida. Mas da alma não sei não... tá com a cara sempre fechada.
Gente doida! Gastaram um dinheirão e o divertimento onde esconderam? Olhei mais de 100 fotos, tô com os olhos doendo. Desta vez, não de chorar mas de tanto fixar o olhar no monitor e verificar minuciosamente cada foto. Não encontrei o amor nas fotos. Sei que parece coisa de mulher iludida mas garanto que não foi ilusão. Isso reduziu - um tiquinho só - meu ciúme e me deu mais raiva. O que é pior: ser trocada por alguém que o faz mais feliz do que fui capaz de fazer ou por uma vida de mentirinha? Fico com a segunda opção.

Quando eu quis ver as fotos, achei que ia ver uma fotonovela romântica sob o sol de agosto mas que nada. Espero que os pais deles, os amigos deles e a conta bancária deles estejam mais felizes do que eles nessas fotos. Na verdade, eu não espero nada não. Quero mais é que ele e as convenções todas que ele segue o afundem num mar de tédio cada vez mais broxante! Nem acredito que escrevi isso :-(
Depois de me contorcer de ciúme e inveja (não pelos lugares nem pelo luxo, etc porque isso não enche meus olhos mesmo mas por ele ter preferido isso e ela à minha companhia e ao meu amor) naveguei um pouco pela internet mas não consigo me concentrar em nada. Um zilhão de coisas passa pela minha cabeça. Coisas de hoje, de ontem e coisas de 1999. Mas a última da qual me lembro é uma dúvida que não quer calar. De onde vou tirar dinheiro pra pagar uma academia? Isso é urgente!
Em comparação ao dela, meu corpinho tá um bagaço. Não é uma disputa mas, nestes meses pós abandono, fiquei desleixada e meu corpo não está assim uma brastemp e, somente hoje, fui obrigada a me dar conta disso. Não bastasse a tristeza e o ciúme até a inveja veio me visitar com a corda toda...
Realmente, com todos esse pecados capitais, meu débito espiritual deve ter ultrapassado a dívida externa americana - que, pouca gente sabe, é estratosférica.
Pobre sofre :-(

terça-feira, agosto 30, 2005

Noite, feijoada e tomate.

Queria ser uma dessas pessoas descoladas que vêem o amor de uma forma completamente diferente da minha. Tudo bem que sou míope (romântica) e isso piora as coisas mas, nem querendo, consigo ver como essas pessoas. Essas que dizem que há vários amores na vida, um diferente do outro, que amaram todos aqueles com que se relacionaram, etc. Não consigo acreditar nisso. Já me apaixonei algumas vezes e me empolguei centenas de vezes mas amor mesmo decodifiquei uma vez só e não acredito que exista mais de um. Pra mim, quem diz que amou 3, 4 vezes na vida é desatento.

É uma comparação tosca mas, pra mim, paixão é coisa até comum, é que nem aquele feijão gostoso, bem temperado, do dia a dia. Mas o amor é feijoada. Cada um tem uma receita pra sua feijoada mas ninguém confunde feijão com feijoada. Comparação infeliz essa. Mas é a única que me ocorre no momento.

Tô pensando nisso porque estes dias tá todo mundo me dizendo a todo momento que "vai passar", "um amor indo, outro vem", "olha ao teu redor" e todas aquelas frases feitas de quem não sabe o que dizer. Vamos cair na real? Nem todo mundo nasceu pra ter final feliz.

Por alguma razão, kármica ou murphyana, haverá sempre aqueles que perderam o grande amor de suas vidas e que vão casar com algum bom companheiro ou vão ficar sozinhos na vida. Pra quê essa mania de frases feitas? Otimismo tem limite... e a minha paciência também! Eu não saio por aí me lamentando pra todo mundo. Faço isso aqui porque afinal, este blog é meu!:-) E fica aquela gente descolada tentando me consolar. Detesto isso. Sou meio orgulhosa.

Deitei pra dormir mas desisti. Ficava ouvindo bem dentro do meu ouvido os conselhos alheios martelando e, em resposta, bem no fundo da alma, a única voz minha que eu ouvia era "eu não quero outro, eu amo aquele. Não enche o sacooooo".

Eu devia era ter comido tomate no jantar. Já disse que amo tomate? Amo ainda mais o molho de tomate. Não aquele de caixinha - bleeeargh - mas aquele que eu faço com azeite, sal, pimentas vermelhas e tomates (óbvio). Preparo geralmente no jantar. Um prato cheio pra tomar feito sopa. Sluuurrrp.

Mas hoje, a jururice foi maior que a vontade de tomate. Coisa grave.

Noite sem molho.

segunda-feira, agosto 29, 2005

Sonhos

Tive um sonho ruím essa noite. Nenhum acidente, nenhum morto, nada de sangue, nada escatológico, etc. Mas todos os almanaques de interpretação de sonhos dizem que sonhar com qualquer coisa que envolva casamento é mau presságio. Não entendo essas interpretações. Sonhar com comida, por exemplo, que deveria ser algo muito bom, é terrível, morte rondando na certa. Aliás, sonhar com dentes, também segundo os almanaques, é morte. Como assim?!

Pois bem, eu sonhei que estava vestida de noiva. Não é pra rir. Não estou pegando papel na ventania... ainda. Será que é por causa do abandono? Pensando bem, acho até que pode ser. Olhando por esse prisma, faz sentido... hehe... detesto essa expressão "por esse prisma".


Então... eu tava lá não sei onde, vestida de noiva mas parecia uma noiva caipira, de festa junina. Sabe aqueles vestidos engraçados? Pois é, eu tava com um vestido desses e de tênis! As americanas até usam tênis em casamentos mas eu jamais usaria. Uma coisa horrível que só vendo. Eu ia a pé até uma praça e tirava umas fotos lá. Não lembro de nada além. Nem sinal de noivo ou de cerimônia. Talvez o meu sonho com casamento não seja mau presságio e sim completamente lógico. Ultimamente, me sinto super ridícula e o único cara com quem sonhei casar acaba de sumir. Sonho emblemático.

Além do sonho, acordei com uma novidade na cabeça. Ontem, soube por terceiros que uma amiga minha está grávida. Fiquei passada à ferro. Somos - ao menos eu achava que éramos - tão amigas e ela nem se dignou a me dar a notícia. Isso me deixou triste pra valer. Também fiquei com uma pontinha de inveja, confesso. Ela não queria se apaixonar tão cedo, se apaixonou por um cara que também é louco por ela. Casou em menos de 2 anos. Estão casados há 4 anos. Ela não queria mudar de país e mudou, deu tudo certo. Depois de um ano, ela conseguiu um excelente emprego numa multinacional e ganha bem; não queria filhos tão cedo e eis que o rebento está à caminho... mistérios do universo!

Mas o que me deixou triste foi saber, por terceiros, que fui rebaixada de amiga à conhecida. Acordei pensando mais uma vez que talvez eu tenha que rever meus conceitos (e mudar logo o nome deste blog pra woman in progress). Também pensei de novo no meu passaporte que venceu no último 25 e em todas aquelas coisas chatas que deveria ter feito na semana passada e das quais sou obrigada a me lembrar na segunda-feira.

domingo, agosto 28, 2005

Noiaaaaaaaaaa = marasmo!

Meu sábado foi mesmo uma derrota como previu o biscoito (?) mas faço o mea culpa, não poderia ter sido diferente se minhas pernas insistem em não levar o resto do meu corpo pra passear.

Domingo avança nada promissor como o domingo passado. Desse jeito, este blog vai virar uma mesmice logo logo!

Bato na madeira mesmo assim... tenho me divertido mais do que esperava com isto aqui ;-)

Acabo de lembrar de uma música que diz "sábado à noite tudo pode mudar", isso significa que mais uma chance se foi. Resta o domingo e domingo de manhã - me acredite - nada pode mudar minha preguiça*!

Até entendo quem tem filho pequeno que se veste de disposição e leva a criançada pra tomar ar, entendo quem tem agenda cheia durante a semana e sai pra namorar no domingo ou quem sai pra almoçar fora no domingo; entendo quem mora perto de praia e sai pra tomar aquele sol ou mesmo só pra olhar o mar... mas NUNCA vou enenteder gente que, morando numa cidade sem mar pra olhar, sem ter namorado, nem filhos pra levar pra pracinha, põe-se de pé às 8 da madrugada de domingo, se prepara e sai pra passear! Existe gente assim, eu sei. Mas não admiro. Essa gente parece que não sei...

Vou tomar o repeteco do meu café e ouvir uns CDs, que - antes do almoço em família - é tudo de decente que resta a uma mulher sozinha, com amigas comprometidas, em mais uma manhã de domingo numa cidade sem praia.

*nesse caso, deve-se levar em consideração minha solteirice. Não fosse isso, estaria bem mais disposta (= menos indisposta) mesmo num domingo de manhã
;-)

sábado, agosto 27, 2005

Sorte

Meu sabonete esfoliante acabou. Minha loção adstringente acabou. Meu creme Dove firmador está no fim. Meus cosméticos insistem em acabar quando meu dinheiro já se foi. Aliás, minhas vitaminas também já acabaram. Ainda bem que este mês está acabando.

Meu biscoito chinês da sorte de hoje trouxe uma frase de Bonaparte. Será sintoma de derrota? A frase era "a coragem é como o amor: precisa de esperanças para nutrir-se".

Custo a crer que Napoleone diria uma coisa dessas. Mas também o que eu sei da vida dele além do cavalo branco, da amante, da derrota em posição vexatória? Nada. Vai ver era um romântico e eu aqui duvidando da sensibilidade dele. Mesmo assim, não gostei. Esse biscoito eletrônico fajuto me traz a frase de um francês e eu estava esperando uma frase de sabedoria oriental!

Não se fazem mais biscoitos chineses como antigamente.

sexta-feira, agosto 26, 2005

Lulático

Porque ele não joga no Real Madrid mas seu passe custou caro!

O Lulático disse que não vai fazer como Goulart, Jânio ou Vargas.

Goulart foi posto pra fora pelos milicos. Jânio saiu depois de 7 meses. Vargas cometeu suicídio (se é que alguém acredita nisso)...

Daí, traduzindo, deduz-se que o Lulático disse 3 coisas:

- não acho que os milicos vão me mandar embora
- não vou sair por vontade própria
- não vou sair nem morto

E quem poderia tirá-lo do cargo não tá afim! Que fazer?!

Ontem, expirou meu passaporte brasileiro. Segunda-feira, vou pra fila da PF tirar o novo.

Marromeno

Vidinha super mais ou menos essa minha...
quem lê deve achar que eu não faço mais nada além de lamentar o abandono e ler notícias na internet. Mas não é bem assim. É bem pior.

Ando realmente triste. Ando realmente chateada comigo e com os outros de um modo geraaaal... hehe... Brincadeira. Só com umas 50 pessoas além de mim. Mas tudo bem. A vida é assim, não é ? Por favor, espero que seja ou vou me sentir ainda mais fora da curva do que já me sinto.

Resumindo rapidamente, minhas amigas estão todas namorando, casando ou pelo menos ficando. Eu tô enfiada numa fossa até o pescoço. É meio por "opção forçada", tem gato miando no meu telhado mas tô sem vontade de olhar pra cima. Sequei. Tá tudo meio sem cor, meio sem cheiro, meio sem som, sem gosto... tá tudo meia boca na minha vida.

Amar a pessoa errada dá nisso. O cara faz de conta que não é com ele. Mas sempre todo cheio de princípios. Me magoar? Não foi a intenção... Não deve ter sido mesmo. A intenção era distrair por um longo período e cair fora quando desse na telha, né ?


Detesto isso que estou fazendo (é incoerência falar mal dele mas é só pra ver se a raiva vem). Afinal, se ele não tivesse todas aquelas qualidades, eu nem estaria sofrendo. Se ele hoje fosse menos lindo, menos inteligente, menos gostoso, menos charmoso, menos carinhoso, menos engraçado, menos amigo, menos doce, menos irônico, menos orgulhoso, menos generoso; meu momento atual seria bem mais fácil.

Sentir raiva me ajudaria.


Nem sinal de raiva até agora... droga :-(

quinta-feira, agosto 25, 2005

Neruda é piegas... mas quem não é?

SI TÚ ME OLVIDAS

QUIERO que sepas
una cosa.

Tú sabes cómo es esto:

si miro
la luna de cristal,
la rama roja del lento otoño en mi ventana,
si toco
junto al fuego
la impalpable ceniza
o el arrugado cuerpo de la leña,
todo me lleva a ti,
como si todo lo que existe,
aromas, luz, metales,
fueran pequeños barcos que navegan
hacia las islas tuyas que me aguardan.

Ahora bien,
si poco a poco dejas de quererme
dejaré de quererte poco a poco.

Si de pronto
me olvidas
no me busques,
que ya te habré olvidado.

Si consideras largo y loco
el viento de banderas
que pasa por mi vida
y te decides
a dejarme a la orilla
del corazón en que tengo raíces,
piensa
que en ese día,
a esa hora
levantaré los brazos
y saldrán mis raíces
a buscar otra tierra.

Pero
si cada día,
cada hora
sientes que a mí estás destinada
con dulzura implacable.
Si cada día sube
una flor a tus labios a buscarme,
ay amor mío, ay mía,
en mí todo ese fuego se repite,
en mí nada se apaga ni se olvida,
mi amor se nutre de tu amor, amada,
y mientras vivas estará en tus brazos
sin salir de los míos.

............................................................
Da série "mentiras que ele me contou"
Essa é do tempo em que quem eu amo
me amava... se é que amava!
E só prova que ele escolhia mal as poesias.
Essa é linda mas pra ser coerente, ele devia
continuar me amando :-(

O sujo falando do mal lavado

- Ingleses vão fazer justiça "pra inglês ver" ?

Ontem, li um texto atribuído a Frei Betto sobre a licença para matar que as polícias e exércitos do mundo pensam ter desde que a arabofobia foi disseminada pelos americanos.

Acabo de ler mais uma matéria sobre a morte do brasileiro em Londres. Um jornal inglês teria dito que o caso do assassinato do brasileiro será mais e melhor investigado em Londres do que seria se tivesse ocorrido no Rio ou em São Paulo. Não sei não. Tenho cá minhas dúvidas.

Acho que entendi o que eles quiseram dizer. Nesse caso, o Brasil criticar a polícia inglesa é algo como um sujo falando de um mal lavado. Mas paciência. A bola da vez é a polícia inglesa. As nossas já ocupam, há muito, lugar de destaque no ranking da barbárie urbana.

O jornal cita ainda o número de assassinatos cometidos pela polícia do Rio só este ano. Passa de 500. Mas quantas entre essas vítimas eram cidadãos ingleses? Quantos eram estrangeiros trabalhando honestamente no Brasil? Quantos foram mortos por ter "cara" de árabe? Pois é... isso eles não dizem.

Quando um jornalista se presta a fazer uma argumentação tendenciosa num caso assim tão barulhento, é porque alguém (governo) encomendou, mandou. E se mandou é porque essa investigação não vai dar em nada... ou quase nada. Tomara que eu esteja errada.

Gostaria porém de ver tantas autoridades brasileiras tão comovidas e preocupadas em fazer justiça nos casos de assassinatos cometidos pelas nossas polícias quanto estão empenhadas no caso do brasileiro assassinado pelos ingleses.

quarta-feira, agosto 24, 2005

Novela e piada

Que imbroglio essa crise petista. Nem sei o que ler primeiro. Peraí...

Tento confiar na habilidade jornalística de condensar o assunto no título mas, como jornalista, sei que dar o título certeiro é um "dom" que nem todos temos. Mais tarde, com calma, volto e leio tudo e quase sempre constato que nem todos os títulos ruíns escondem matérias ruíns, pelo contrário.

Uma pena isso de jornalista que não sabe dar títulos interessantes! Ao menos, não sou a única... hehe...

Escolhi a matéria sobre a eleição interna do partido moribundo. Tá até engraçado isso. Sabe a brincadeira da batata quente? O Genro queria se livrar do Dirceu mas é ele, a batata, quem manda. Menos mal. Assim, vai ficar muito claro - pra quem ainda tiver alguma dúvida - quem é o PT e, quem sabe, começam logo a enterrar o defunto partido. Pra isso a farra petista serviu. Caiu a cortina, o povo avança com curiosidade - antes só dedicada às telenovelas - sobre os bastidores do "quem levou quanto?" no atual (des)governo.

Tem quem fique bravo quando eu rio da crise. Mas e não é pra rir? Olha a investigação, por exemplo. Tem como não rir de uma investigação que passa por depoimentos de motorista, secretária, publicitário, dona de casa, doleiro, cafetina e deputados? Isso é que é democracia! Todas as classes e categorias reunidas e tomando suas partes no poder.

Eu tenho mais é que rir pra não pensar. A menor cifra citada nesse escândalo supera toda a minha imaginação. Outro dia, me peguei tentando imaginar quanto pesam uns 500 mil reais em notas de 50 e descobri que não sei nem quanto pesam 2 mil!

Nunca recebi nada (meu salário) em notas só de 50! Tem sempre uns trocadinhos pelo meio a me lembrar que sou parte da "raia miúda".:-(

terça-feira, agosto 23, 2005

A pior de todas!

Não sou inteligente. Decididamente, sou um ser de inteligência inferior, de desenvolvimento tardio, vou adiante devagar, quase parando...

Só alguém com a cabeça na lua ou sei lá onde pode estar em situação igual a minha. Andei até lendo umas teorias sobre mulheres com autoestima em baixa pra ver se me enquadrava mas não. Sou um ponto fora da curva.

Inteligente o bastante eu achava que era... Mas a melhor classificação pro que eu acabo de descobrir como minha principal característica é "burrice emocional".

Por mais que alguém entre na sua vida, ocupe todos os espaços e pareça estar muito bem e feliz ali... desconfie! Um dia, sem mais nem menos, o cara pode virar pra você e dizer que não era bem assim. Sem nenhum cuidado com seus sentimentos ou sua vida, pode lhe dar as costas num segundo...

E ainda por cima, pode usar a pior de todas as desculpas esfarrapadas, o DNA. Sabe como é, a culpa não é dele, é da genética! Você é que devia ter sabido se proteger desse "monstro" chamado DNA masculino!

Eu preciso evoluir... talvez eu mude o nome deste blog para "woman in progress".

segunda-feira, agosto 22, 2005

Aprendeu rápido hein...

Não ia escrever mais nada hoje mas...

Caí na besteira de me entreter no meu mais novo divertimento: ler o blog alheio.


Tanta gente elogiando o Palocci que Meu Deus do Céu! Até parece que ele tinha alternativa... era falar ou sair de fininho. Era ficar negando ou negar saindo. E, entre a honra (que ele nem deve saber o que é) e a cara, ele preferiu salvar a cara - desculpem estar dizendo essas obviedades.

Como bom comandante, ooops... capitão... (o comandante é outro língua plesa), Palocci preferiu continuar afundando com o navio pra ver se bóia no final a ter que admitir alguma culpazinha. Podia pelo menos admitir que o ex-acessor do tempo de prefeitura saiu do cargo por corrupção, né?

Mas seria arriscado demais jogar pedra na Geni. Aliás, o PT sabe bem proteger suas Genis. O Delúbio, por exemplo, tá queimando mas ao ar livre. Nem sinal de punição pra ninguém até agora.

Aí, eu me pergunto, que mérito tem o Palocci por ter dado uma entrevistazinha de nada?! Com aquela fala flácida, lendo recortes da entrevista do advogado do Buratti... "o cicrano disse que o beltrano falou que o fulano, coitadinho, foi coagido". Isso é esclarecimento?

Que dizer então daquelas críticas à postura do Ministério Público, que teria divulgado o depoimento, etc? Quem entregou o depoimento foi a Polícia, que aliás é tucana. Dizer mais o quê? Elogiar o quê? Só se for a grande demonstração da capacidade petista de morrer negando...
Babaluf ensinou bem a lição!

Comprimidos de semancol

Falei dele pra todo mundo hoje. Andei pensando nele mais do que merece...

Me odeio. Devo ter um parafuso à menos, sei lá.... Normal é que não é uma coisa dessas!

O cara sai da reta, quase que me manda catar coquinhos (ele é muito educado)... e eu ainda tô aqui. Que comando é esse que ainda não descobri?! Que faz desaparecer do "sistema" uma pessoa...

Que facilidade é essa com que desamam que eu ainda não desenvolvi? Preciso evoluir... Se ao menos eu fosse poeta, estes dias me renderiam algum bom poema. Mas nem isso! Pego emprestados os versos...

"(...) E é amar-te, assim, perdidamente... É seres alma, e sangue, e vida em mim. E dizê-lo cantando a toda a gente!"

Começou...

A nova semana. Um trabalho incompleto da faculdade tá me olhando desde ontem. Vou fingir que não vi. Só mais um pouquinho de preguiça...

Como diz o carteiro do Chavez (sim, eu também cresci nos anos 80): Estou tentando evitar a fadiga!

domingo, agosto 21, 2005

Domingo... sempre di domenica...

Mi sono accort(a) che sto bene solo quando sto con te. Ma so che questo non (ti) va bene, non va bene...


Quando Giovanni Paolo reunia os jovens, ele chamava a atenção do mundo. O Papa era um pop de verdade, um cara de atitude, com ideais e discurso coerentes (ou quase). Dava pra entender aquele mundo de gente que o seguia e o seguiu até o fim. Dava pra entender porque tantos jovens foram celebrar com ele o jubileu em Roma e deu pra entender perfeitamente o fenômeno que foi seu funeral.

Mas, cá pra nós, me diz aí, o que esses 800 mil jovens foram fazer em Köln?!

Marienfield lotada de gente enlamaçada pra ouvir um Papa que disse o QUÊ? Não fez um discurso que prestasse, não foi nem pra confundir nem para explicar... "citrumbicou". Um mea culpa rápido na visita à sinagoga, um apelo sem convicção aos mulçumanos para que se unam contra o terrorismo e lá se foi o Papa de volta pra Roma.

Eu escutava Giovanni Paolo. Ratzinger ainda não me convenceu de que vale a pena ouví-lo nem sequer de longe. Li que, em 2007, ele visitará a América Latina. Quem sabe, até lá, ele aprimora a performance e pensa em algo decente pra dizer aos milhares que, com certeza, vão querer ver Bento XVI.

Perdi até a vontade de continuar lendo as news. Tô com fome. Acordei tarde e ainda não comi. Um olho aqui e outro na tv. Que lindo dia me espera... no domingo, as tvs do mundo todo se combinam pra não transmitirem nada que não seja chato. Alguma coisa de esporte salva as programações mas, quando chega a tarde, lá vêm os programas de auditório e o futebol... dura escolha. Seja Globo, SBT, Record, RAI (nazionali ou international) ou RTP; o drama é o mesmo.

Aí, alguém vai dizer "vai passear, garota"... mas passear sozinha não tem graça. Corações ocupados mas solitários não têm direito a um domingo interessante. A tv bem que podia colaborar de vez em quando, passando um bom film pra eu ver a tarde inteeeeeira, esticada no sofá. Mas não, sempre passam as mesmas porcarias. E lá vou eu locar um DVD em pleno domingo. Eu bem que podia ter ido ontem mas sábado a locadora fica cheia de casais de namorados... prefiro evitar sentir inveja!

Ó céus, ó vida... vou tomar meu café.

sábado, agosto 20, 2005

Reflexões matinais

Insito em ler meu horóscopo quase todos os dias... nem sei porque faço isso. Hábito talvez.

Hoje, por exemplo, as várias colunas que leio dizem coisas completamente diferentes... aliás, talvez eu leia pra me convencer de que essas coisas não funcionam. Mas sabe que às vezes funcionam... geralmente, quando dizem que meu dia vai ser calmo. Aí, realmente, não erram, nada demais acontece. Deve ser essa a margem de acerto do horóscopo, os dias "calmos".

Passei do horóscopo pras news dos noticiários on line. A Folha destaca a meleca que o Buratti acaba de jogar no ventilador... Palocci que se cuide. E quem disse que bingos não geram empregos? Geram até cargo de presidente. Lula&cia que o digam...

Tô dando uma olhada no noticiário internacional. Ainda destacam a visita do Papa a uma sinagoga alemã e ao memorial às vítimas da shoah. Acredito sinceramente que muitos alemães foram tão vítimas da guerra quanto as vítimas oficiais e que o Papa não tem culpa pelo tempo em que pertenceu a juventude de Hi... - que seu nome seja apagado - mas que esse new pop Papa tem cara de oficial da Gestapo ah isso tem! Culpa do cinema que associou a austeridade alemã à loucura nazista. E também culpa minha que andei vendo muita tv nos últimos 25 anos ;-)

Já disse que adoro cinema? Filmes de história romanceada então... são o meu fraco! Assisto até mesmo àqueles que já peguei na metade ou que já vi 300 mil vezes.

No portal da ANSA, noticiam que o shabat interrompeu a desocupação de Gaza. Ainda bem que este capítulo está no fim. O amor habita nos homens e não num pedaço de Terra. Quero crer que logo vai surgir uma solução melhor para os que estão chorando por deixar Gaza assim como para os que estão indo ocupá-la.
................................................
* fonte foto: www.ansa.it

sexta-feira, agosto 19, 2005

Pra começar...

Na verdade, na verdade... esta é minha segunda tentativa de manter um blog.

Não sei se terei o que escrever todos os dias já que minha vida anda bem paradinha ultimamente. Aliás, talvez por isso mesmo, eu tenha resolvido (e tido tempo para) preencher os forms e me cadastrar aqui.

Os layouts daqui são bonitinhos, os blogs mais legais que lí estão por aqui (exceto o blog da Sarah, que está no portal UOL), espero o meu - nem que seja por osmose! - acabe ficando legal também ;-)
1, 2 , 3, testando...